FOME E MISÉRIA/ MIMOS

Bom dia Amigas e Amigos

Hoje queria falar nessa minha participação da Teia Ambiental promovido pela queria amiga Rute do blog Publicar para Partilhar. Nós que passamos muitas vezes algumas horas na cozinha, preparando quitutes e delicias para nossa familia, devemos saber algo que achei que deveria falar nessa minha participação de hoje. Falar sobre o maior problema no mundo:
A Fome.
A fome está presente em todas as nações, desenvolvidas e subdesenvolvidas, este flagelo é o que mais contribui para as guerras, catástrofes naturais, má distribuição de renda, violência e destruição do meio ambiente. A fome é uma agressão e diminui o tempo de vida de quem padece, atua sobre a estrutura mental e conduta do ser humano, é uma questão de saúde pública, junto com o saneamento básico, a vigilância sanitária e a habitação.
Cerca de 1,2 mil milhões de pessoas (20% da população mundial), vive penosamente abaixo do limiar da pobreza (com menos de um dólar por dia), aproximadamente 850 milhões sofrem de fome e 30 mil morrem de causas directamente relacionadas com a pobreza
Eliminar a pobreza e a fome e proteger o meio ambiente são coisas inseparáveis. É imprescindível melhorar a distribuição de renda no mundo, principalmente nos países em desenvolvimento e aplicar parte dessa riqueza acumulada em programas que busquem ajudar os países a integrar o gerenciamento ambiental à redução da pobreza e às políticas de crescimento econômico.


A dignidade do ser humano decorre, também, o princípio ético da solidariedade, princípio esse que não pode ser confundido com certas práticas de assistência que humilham quem recebe. É preciso aprender a lição de ética que dá o povo da rua quando reparte o pouco que tem, para que todos sobrevivam. Essa ética particular, com mais razão, interpela a sociedade a repartir a abundância para que todos vivam humanamente, hoje e no futuro. Da afirmação da dignidade humana decorre também a exigência da simplicidade. Precisamos abdicar do sonho consumista, ilusoriamente inculcado pela propaganda e implementar uma globalização solidária, a partir de um estilo de vida sustentável.
Garantir o alimento para todos, superando a miséria e a fome, exige de cada um de nós o engajamento pessoal. Mais do que isto, supõe a experiência pessoal do humilde e corajoso processo de gestação de uma nova sociedade, que atenda aos direitos e às necessidades básicas da população: educação, saúde, reforma agrária, política agrícola, demarcação das terras indígenas e das terras remanescentes dos quilombos, distribuição de renda, reforma fiscal e tributária, moradia. Exige também que desenvolvamos novas relações de trabalho e de gestão da empresa, criando uma economia de comunhão comprometida com a solidariedade e atenta às exigências da sustentabilidade.
A fome e a miséria põem em julgamento aqueles que desperdiçam, que deveriam distribuir, ajudar e não o fazem.


Fonte: http://www.vivaterra.org.br/
Imagens: www.google.com.br


                            --------------------------------------------------

Bem, independente do tema abordado, eu aguardei a oportunidade dessa minha participação nesse tema, para mostrar a voces dois mimos que ganhei da querida Rute
Um dia lhe perguntei o que eram as favas, e ela gentilmente pediu-me o endereço da minha casa, e me avisou que mandaria  as favas para que eu conhecesse, e um dia o carteiro me deixou o pacote e qual não foi a minha surpresa, ela mandou-me também as Bagas Goji e um lindo cartão. Esse é um carinho que jamais vou esquecer. Obrigada Rute.


Bem, fiquei super ansiosa para experimentar as tão esperadas favas, e eu queria experimentar da forma como ela fez, favas fritas e salgadinhas. A receita dela está AQUI. As minhas ficaram mais do que fritas, passei um pouco do ponto, mas mesmo assim, ficaram muito, muito, mas muito gostosas, adorei, crocante, tem um sabor característico.
Coloquei as favas na água de um dia para o outro, para que elas hidratassem, depois de hidratadas, removi as casquinhas facilmente e elas ficaram assim, lindas

Levei-as ao fogo em uma panelinha, e fritei-as com 2 colheres(sopa) de óleo de milho, durante 30 minutos como ela recomendou, mas acho que passei do ponto (rsrsrs)


Servi com uma cervejinha gelada, a turma aqui em casa adorou. Eu tbém, claro



Como tudo que ganho quero provar, ou usar logo, no dia seguinte quis experimentar as bagas, soube que temos que deixá-las de molho, como nossas uvas passas, me decidi por fazer um bolo. Bati no liquidificador 2 ovos, 1 xícara (chá) de suco de laranja, 1 xícara (chá) de açúcar, 1 xícara (chá) de farinha de trigo e 1 colher (sopa) de fermento em pó. Despejei em um refratário e adicionei 1/2 xícara (chá) de nozes, e 1/2 xícara (chá) de bagas. Levei ao forno préaquecido por 35 minutos e fiz o teste do palito. Desenformei e ficou esse bolinho lindo e delicioso. ( As bagas gente, lembram muito as uvas passas, com sabor mais delicado)




Bem, essa foi a minha participação de hoje. Rute querida, adorei as favas, e as bagas Goji, ainda farei muitas receitas com ela. Obrigada pelo carinho

Um bom dia a todos voces!!
(a tarde visitarei suas cozinhas)




 

21 comentários:

Felismina postou o comentário número:

Que belos presentes, eu adoro favas sejam elas guisadas na sopa...

Bjs.

lívia e lucia postou o comentário número:

Oi Josy, a maioria das vezes são aquelas pessoas que tem pouco que compartilham com quem não tem nada e quem realmente pode ajudar ignora o sofrimento dessas pessoas é bem triste mais quem sabe um dia isso tudo muda não é vamos torcer. Agora falando dos seus presentinhos que delícia ganhar mimos de pessoas queridas nunca provei favas mas pelo o que vc falou deve ser bem gostoso bjs.

Duxa postou o comentário número:

Oi Josy, olha gostei imenso de ler o teu post sobre a fome, é um assunto que não podemos ignorar, fico arrepiada ao pensar nele!
Querida a segunda parte do seu post, deu-me imensa alegria,acreditas que senti daqui a tua felicidade ao receber esses produtos da querida Rute, fico feliz quando os outros também o estão, as favas ficaram um petisco, costumo deitar um pouco de sal refinado e pimenta, as goji já vi que vamos ter muita receitinha boa com elas, o bolo está lindo.
Beijos grandes.

"Manjares da Manu" postou o comentário número:

Nossa, parabéns pelos presentes!!!
E quantas delícias vc já fez!!!
Eu tb nunca comi, mas parece ser bem saborosa!!!
Em relação ao post da fome, é muito complicado, pois nós não conseguimos nem imaginar como é!!!

Bjs...

Sonia postou o comentário número:

Josy percebemos que o problema da fome tem mais a ver com a falta de planejamento e divisão correta do que a falta de alimentos em si.
Quanto aos presentes, nada melhor do que receber o carinho que vem junto com eles.
Gostei das receitas, o bolo ficou lindo.
Beijos e ótimo dia

Elaine Figueira postou o comentário número:

Josy, seu post me emocionou. Sabe que vivemos num mundo tão corrido, que quase não dá tempo para nada e eu gosto tanto de cozinhar que esqueci da fome. É verdade, quantos e quantos morrem de fome ou passam fome o ano inteiro.

Adorei seu post e seus presentes. E gostei de sua receita também.

Abraços, Elaine

paty postou o comentário número:

Pois querida Josy o que por há por esse mundo fora é a fome, por isso te digo que abomino a ideia de as pessoas estragarem comida quando há tanta gente e principalmente crianças que passam fome e por vezes nem uma refeição por dia tem para comer, enfim...para muitas pessoas estes factos passam-lhes ao lado e não querem sabem..infelizmente é o mundo e a sociedade que temos!!!Adorei as receitas e as favas ficaram lindas.
  -:¦:-¨`*:. .:*¨'-:¦:-     -:¦:-
 -:¦:-Um beijo      -:¦:-  -:¦:-
 -:¦:-   -:¦:--:¦:-Um abraço
  -:¦:- Um sorriso   -:¦:--:¦:-

Andréa postou o comentário número:

GOSTEI MUITO DESTE POST AMIGA,É MUITO BOM PRA GENTE REFLETIR,PARABÉNS PELO POST!
PARABÉNS PELO PRESENTE VC MERECE TUDO DE BOM, EU NUNCA PROVEI FAVAS.

UM GRANDE BEIJO DA AMIGA,
ANDRÉA....

Marly postou o comentário número:

Oi, Josy,

Realmente, o problema da fome é grave! Ao longo de minha vida, nunca pude deitar fora restos de comida, sem que isso não me pesasse na consciência. O meu falecido pai costumava dizer que as pessoas com fome têm direito natural a uma parte da comida do prato da gente.
Quanto aos presentes, é tão bom recebê-los, né? ainda mais quando espressam um carinho tão grnade, rsrs.

Beijocas!

Sandra Reis postou o comentário número:

Josy querida
Primeiro, parabéns pelos presentes, você merece!
Esse texto está de uma lucidez e abrangência incríveis, parabéns pela visão e obrigada por compartilhar conosco. Quero encerrar com uma fase do Confúcio, sobre ganância e consumismo:
"Nada é o bastante para quem considera pouco o suficiente".
beijos

Dri Dauzacker postou o comentário número:

Josy, adorei seu post de hj.
Parabéns pelos presentes, vc merece, é mto bom ser mimado, né!
Bjim querida;)

são33 postou o comentário número:

É TRISTE SABER QUE MUITA GENTE NÃO TEM QUE COMER , INFELIZMENTE CADA VEZ VAI HAVER MAIS GENTE NESSA SITUAÇÃO.
PARABÉNS PELOS SEUS PRESENTES, NUNCA USEI AS BAGAS MAS DA PROXIMA QUE AS VIR Á VENDA VOU TRAZER.
O BOLO FICOU BEM LINDO.
BJS

Romy postou o comentário número:

Oi querida Josy... que prendinha apetitosa :-)
Aqui em casa só quem gosta de favas sou eu e o maridão pois os meus filhotes não apreciam!!

Quanto às bagas Goji... eu costumo mistura-las no iogurte... muitas vezes é o meu café da manhã... fica uma delicia e faz muito bem à saúde :-)

Fique com Deus
Bjokas**

Perfeita Ordem postou o comentário número:

Deliciosos presentes Josy!
O tema que você escolheu é perfeito.
Temos mesmo que aprender a compartilhar o que temos, com generosidade.
Há pessoas que doam aquilo que não querem mais,o que não serve para mais ninguém.
O que não nos damos conta é que talvez sejamos nós a precisar da boa vontade do outro no futuro.
Quem sabe?
Infelizmente ainda disperdiçamos muito em nossas cozinhas,deixamos de aproveitar muitas vezes o melhor dos alimentos.
É necessária sim uma conscientização de todos para que possamos ter um futuro mais feliz.
Para todos,sem excessão.
Beijos e uma linda e abençoada tarde minha amiga!

Lina postou o comentário número:

Olá, Josy!Muito profundo o teu texto e foca pontos importantíssimos. A fome mundial é um problema de todos nós, até daqueles que não querem saber dele e principalmente destes! O consumismo desenfreado é uma das principais causas da pobreza, pois vemos tantos artigos a preços tão baratos que são largamente consumidos e esbanjados, mas alguém em qualquer parte do Planeta está a pagar por isso, na medida em que está a ser explorado sem ganhar o justo pelo seu trabalho, para que o artigo seja vendido pelo menos possível, gerando a miséria de muitos, o enriquecimento de poucos e a indolência de outros tantos. O consumismo é como uma droga que distrai e corrói o cérebro. Para contrariar essa onda desoladora, temos que começar pelo mais perto:nós mesmos!Parar o consumir por consumir, pagar o preço justo pelas coisas, valorizar todos os trabalhos e sobretudo olhar para o lado! Ufa, é melhor parar por aqui, eu me empolgo nestes assuntos!Mas não vou embora sem antes dizer que os presentes que ganhaste são muito queridos, a Rute é mesmo uma amiga especial! E soubeste usa-los muito bem, as favas estão moreninhas, mas devem ter ficado viciantes...e o bolinho perdição pura, estas bagas são mesmo deliciosas!Só tenho uma dúvida: o bolo não leva farinha?Está tão fofinho!E agora vou correndo pro blog da Rute!
Beijinhos verdes

RUTE postou o comentário número:

Querida!
Que bela surpresa :)
Estou até...sem palavras, pois vc me pegou desprevenida.
Sabia que iria mencionar meu nome na reprodução das favas mas não contava que juntasse as favas + as gojis + a Teia!! (ah e a fome!).
Que ótimo tema para um blog de culinária. Adorei!
Quanto às favas, não precisava ser 30 minutos na frigideira. Os 30 minutos eram para a Actifry, uma fritadeira que frita praticamente sem óleo, como se fosse um forno, por isso demora mais.
Mas o que é preciso é que estivessem deliciosas :)
Tive o maior prazer em enviar a lembrancinha pra vc. Foi pouquinho mas com muito carinho.
Mil beijos,
Rute
Obrigada pela terna surpresa :)

Lina postou o comentário número:

Olá, querida Josy!Já vi que o bolinho leva farinha e vou fazer esta receita pois tenho aqui umas baguinhas destas para gastar!Quanto à distracção, isso é perfeitamente normal, não te apoquentes, acontece com todos nós!
Boa noite e beijinhos!

Cozinha Perfumada postou o comentário número:

Josy amiga, muito bom você mostrar esse post sobre a fome! Parabéns pela iniciativa! Infelizmente nossos governantes deixam muito a desejar e usam isso apenas para ganhar votos e não eliminar esse mal que padece sobre nós! Espero que um dia possamos dizer com orgulho que conseguimos erradicar esse problema no mundo. O que podemos fazer é ajudar ao outro conforme pudermos, seja dado alimento ou condições a essas pessoas que necessitam de tantas coisas e pouco tem.... Gostei da reflexão!! E as receitinhas de hoje estão uma delicia ! Conhecia favas que existem no Nordeste porém comemos cozidas, muitas vezes substituindo o feijão... Beijos! Tereza

Adelaide Araçai postou o comentário número:

Josy como são dois temas, vou começar pelos mimos.
O que u mais gosto nessa interação entre blogs é a oportunidade de ampliarmos nosso conhecimento/horizonte. Pois como nos tornamos (quase) íntimas, podemos conhecer sabores que dantes nunca saberíamos ou nos aventurariamos a provar.

Agora a fome é um assunto deveras delicado, pois se paramos para pensar que restaurantes não podem doar as sobras dos alimentos prontos, sob pena de que se alguém passar mal terá que indeniza-los (e a tal má fé existe aos montes). Penso que o mais correto é além das cobranças as instituições governamentais, também devemos fazer a nossa parte principalmente não desperdiçando. E lembrando sempre que em tudo existe sempre os bons e os maus. É fácil pensar que a fome é culpa do governo, mas precisamos fazer a "mea culpa" e ver até que ponto contribuimos para isso.


Adorei seu post. Parabéns pela iniciativa.

Abraços

tremendita postou o comentário número:

Josy, la miseria y el hambre en los niños , sobre todo en ellos me pone muy mal cuerpo, mucha tristeza con toda la gente que tiene millones y millones y cada dia son mas ricos y los pobre mas pobres.

Besitos guapa

" ESSÊNCIA ESTELAR MAYA " postou o comentário número:

Josy amada,

Que Tema Forte e Profundo!
Concordo muito com tudo que foi dito à respeito do consumismo absurdo sem consciência da população e de que hoje o desperdício dos alimentos são de dar dó....daria para alimentar milhares de famílias.
Mas, não tiro a responsabilidade dos governantes, que hoje estão preocupados em encher seus bolsos, através da corrupção que rola solta.
Se todo dinheiro que entra neste País através de tantos e absurdos impostos que pagamos, fossem distribuidos de forma correta, limpa e honesta....tenha certeza que muitos órgãos públicos estariam cumprindo com seus deveres.
É claro que não estaria 100%, mas te garanto que o "caos" que se encontra hoje na Educação, SAÚDE, Saneamento e principalmente a FOME, estariam sendo tratados com mais respeito.
A corrupção é a grande doença deste País, dinheiro temos para investimentos, mas acabam sendo desviados da boca dos brasileiros.

Suas favas me deram água na boca!
Nunca comi, ainda mais assim como aperitivo com uma cervejinha (única bebida que eu adoro!!!), deve ter um sabor delicioso!
Agora falar o quê da Rutinha, pessoa FANTÁSTICA!!!
O carinho que ela tem com todos é de emocionar.

Ficou toda LINDA sua postagem querida, PARABÉNS!!!

Este mês de Julho estou com as crianças de férias em casa, por isto não estou entrando com muita freqüência na internet, mas sempre que der estarei te visitando, ok?

Um enooooorme beijo em seu coração!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...