A MELHOR MÃE DO MUNDO


"Você é. Sua vizinha também. A Maitê. A Malu. A Cláudia. Eu, naturalmente. Somos as melhores mães do mundo. Aliás, essa é a única categoria em que não há segundo lugar, todas somos campeãs, somos bilhões de “as melhores” espalhadas pelo planeta. Ao menos, as melhores para nossos filhos, que nunca tiveram outra.
 Não é uma sorte ser considerada a melhor, mesmo se atrapalhando tanto? Mãe erra, crianças. E improvisa. Mãe não vem com manual de instruções: reage apenas aos mandamentos do coração, o que tem um inestimável valor, mas não  substitui um bom planejamento estratégico. E planejamento é tudo o que uma mãe não consegue seguir, por mais que livros, revistas e psicólogos tentem nos orientar.
Um dia um exame confirma que você está grávida e a felicidade é imensa e o pânico também. Uau, vou ser responsável pela criação de um ser humano! A partir daí, nunca mais a vida como era antes. Nunca mais a liberdade de sair pelo mundo sem dar explicações a ninguém. Nunca mais pensar em si mesma em primeiro lugar. Só depois que eles fizerem dezoito anos, e isso demora. E às vezes nem adianta.
O primeiro passo é se acostumar a ser uma pessoa que já não pode se guiar apenas pelos próprios desejos. Você continuará sendo uma mulher ativa, autêntica, batalhadora, independente, estupenda, mas cem por cento livre, esqueça. De maridos você escapa, dos próprios pais você escapa, mas da responsabilidade de ser mãe, jamais. E nem você quer. Ou será que gostaria?
De vez em quando, sim, gostaríamos de não ter esse compromisso com vidas alheias. De não precisar monitorar os passo dos filhotes, de não ter que se preocupar com a violência que eles terão que enfrentar, de não sofrer pelas dores-de-cotovelo deles, de não temer por suas fragilidades, de não ficar acordada enquanto eles não chegam e de não perder a paciência quando eles fazem tudo ao contrário do que sonhamos.
Gostaríamos que eles não falassem mal de nós nos consultórios dos psiquiatras, que eles não nos culpassem por suas inseguranças, que não fôssemos a razão de seus traumas, que esquecessem os momentos em que fomos severas demais e que nos perdoassem nas vezes em que fomos severas de menos. Há sempre um “demais” e um “de menos” nos perseguindo. Poucas vezes acertamos na intensidade dos nossos conselhos e críticas.
Mas é assim que somos: às vezes exageradamente enérgicas em momentos bobos, às vezes um tantinho condescendentes na hora de impor limites. A gente implica com alguns amigos deles e adora outros e não  consegue explicar por quê, mas nossa intuição diz que estamos certas. Mas de que adianta estarmos certas se eles só se darão conta disso quanto tiverem os próprios filhos?
Erramos em forçá-los a gostar de aipo, erramos em agasalhá-los tanto para as excursões do colégio, erramos em deixar que passem a tarde no computador em véspera de prova, erramos em não confiar quando eles dizem que sabem a matéria, erramos em nos descabelar porque eles estão com os olhos vermelhos (pode ser resfriado!), erramos quando não os olhamos nos olhos, erramos quando fazemos drama por nada, erramos um pouquinho todo dia por amor e por cansaço.
O que nos torna as melhores mães do mundo é que nossos erros serão sempre acertos, desde que estejamos por perto."

Martha Medeiros

(extraído do Livro "Doidas e Santas", L & PM Editores)

  
Imagens: Google

UM FELIZ DIA DAS MÃES A TODAS AS MÃES DO MUNDO


7 comentários:

Criando Artes Carla postou o comentário número:

Oi Josy!!!
Feliz dia das mães querida!
Que Deus abençoe o seu lar.
Beijos

Catarina postou o comentário número:

Feliz Dia da Mae!
Aqui tb celebramos este dia hoje!
Muitos Beijinhos

Catarina postou o comentário número:

Feliz Dia da Mae.
Aqui tb celebramos o dia hoje.
Bjos

Prata da casa postou o comentário número:

Querida Josy: um belíssimo texto que retrata fielmente a "aventura" de ser mãe. Lembro-me de quando o meu filho era pequeno e me dizia " és a minha mãe preferida". Naquelas simples palavras estava lá todo o amor incondicional que sabia que recebia ( e receberá) sempre.
Já vi a linda mensagem que a sua filhota lhe deixou lá no Face. Espelha bem a pessoa linda que vc é e o ser humano lindo que criou.
Bjn e feliz dia da mãe
Márcia

Andréa postou o comentário número:

Feliz Dia das Mães amiga querida!
Linda postagem!
Bjs no seu ♥

Cristina postou o comentário número:

Oi Josy,
Me emocionei com o texto, simples e verdadeiro...pensei em mim e meu menino, quase homem e em minha mãe tbm, errando de forma acertada ou acertando erradamente, o importante é estar ali, presente, meus olhos se enchem de lágrimas de alegria ao pensar que meu filho está logo ali ao lado e de tristeza pela falta física da minha mãe, mas sua presença constante em meu coração.
Bjs querida, que todos seus dias seja de alegria.

Brisa Petala postou o comentário número:

Amiga querida
O amor da mãe pode ser traduzido em uma palavra: doação. Falar desse sentimento é entender que ele é a mais completa forma de amor. Feliz Dia das Mães! Com carinho

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...