Felicidade Realista

A princípio bastaria ter saúde, dinheiro e amor, o que já é um pacote louvável, mas nossos desejos são ainda mais complexos. Não basta que a gente esteja sem febre: queremos, além de saúde, ser magérrimos, sarados, irresistíveis. Dinheiro? Não basta termos para pagar o aluguel, a comida e o cinema: queremos a piscina olímpica e uma temporada num spa cinco estrelas.



E quanto ao amor? Ah, o amor... não basta termos alguém com quem podemos conversar, dividir uma pizza e fazer sexo de vez em quando. Isso é pensar pequeno: queremos AMOR, todinho maiúsculo. Queremos estar visceralmente apaixonados, queremos ser surpreendidos por declarações e presentes inesperados, queremos jantar a luz de velas de segunda a domingo, queremos sexo selvagem e diário, queremos ser felizes assim e não de outro jeito.



É o que dá ver tanta televisão. Simplesmente esquecemos de tentar ser felizes de uma forma mais realista. Ter um parceiro constante pode ou não, ser sinônimo de felicidade. Você pode ser feliz solteiro, feliz com uns romances ocasionais, feliz com um parceiro, feliz sem nenhum. Não existe amor minúsculo, principalmente quando se trata de amor-próprio.



Dinheiro é uma benção. Quem tem, precisa aproveitá-lo, gastá-lo, usufruí-lo. Não perder tempo juntando, juntando, juntando. Apenas o suficiente para se sentir seguro, mas não aprisionado. E se a gente tem pouco, é com este pouco que vai tentar segurar a onda, buscando coisas que saiam de graça, como um pouco de humor, um pouco de fé e um pouco de criatividade.



Ser feliz de uma forma realista é fazer o possível e aceitar o improvável. Fazer exercícios sem almejar passarelas, trabalhar sem almejar o estrelato, amar sem almejar o eterno. Olhe para o relógio: hora de acordar É importante pensar-se ao extremo, buscar lá dentro  o que nos mobiliza, instiga e conduz, mas sem exigir-se desumanamente.



A vida não é um jogo onde só quem testa seus limites é que leva o prêmio. Não sejamos vítimas ingênuas desta tal competitividade. Se a meta está alta demais, reduza-a. Se você não está de acordo com as regras, demita-se. Invente seu próprio jogo. Faça o que for necessário para ser feliz. Mas não se esqueça que a felicidade é um sentimento simples, você pode encontrá-la e deixá-la ir embora por não perceber sua simplicidade. Ela transmite paz e não sentimentos fortes, que nos atormenta e provoca inquietude no nosso coração. Isso pode ser alegria, paixão, entusiasmo, mas não felicidade.



Autor: Mario Quintana
Imagens: www.google.com


UM MARAVILHOSO DOMINGO A TODOS

Não esqueçam do Sorteio de um Kit Café Pelé, para participar clique
AQUI

12 comentários:

Catarina postou o comentário número:

Um maravilhoso domingo para si tb.
Gostei de ler... como todos os domingos.
Abraco

Guloso e Saudável postou o comentário número:

Bom dia querida Josy,
Penso que perdi o comentário anterior...
lindo e realista texto, concordo totalmente com o conteúdo, sou fã de Mário Quintana.
Bom domingo, beijo,
Vânia

Nina Paim postou o comentário número:

Essa é a mais pura realidade Josy, estamos sempre achando que a vida precisa de muito e ela é tão simples de se viver. Beijinhos minha flor e uma semana de muito vigor fisico e mental.

Marisa postou o comentário número:

Olá
Adorei o texto, reflecte bem os dias de hoje!

Beijinhos,
Marisa
http://www.sweetmykitchen.blogspot.pt/

Andrea postou o comentário número:

Linda esse texto belíssimo que me fez voltar aqui como já fiz várias vezes não é de Mario Quintana, não é nem o estilo dele. Esse texto é de Martha Medeiros e consta no livro Montanha Russa dela.
Ela tb é do sul assim como o poetinha!

bjos querida
andrea

RioSul postou o comentário número:

Uma mensagem maravilhosa Josy, e ainda de Mario Quintana, meu conterrâneo.

Mas é isso mesmo, a vida é assim mesmo simples nós é que complicamos tudo, o pior é que nem sabemos o porque!

Bom restinho de domingo,
Uma semana de muita luz e amor pra você e os seus.

Abraços
RioSul

Andréa postou o comentário número:

Olá minha amiga querida!
Mais uma linda postagem, amei o texto!
Para sermos felizes precisamos de paz em todos os sentidos, e a nossa vida é tão curta que temos que aproveitá-la sempre, viver é bom demais e ser feliz melhor ainda!

Beijinhos, fica com Deus!

Duxa postou o comentário número:

Querida Josy, é sempre um prazer vir atá cá, por outro lado gosto muito de " ouvir " estes textos que publicas, cheios de verdade e que nos colocam a refletir.
Muito lindo o que acabei de ler, obrigada por partilhares, um beijinho grande amiga:)

Léia postou o comentário número:

Josynha minha flor, você sempre escolhe textos sábios e especialmente necessários para muitos.Adorei querida.Beijos e uma linda semana.

Claudia Caprecci postou o comentário número:

Adoro esses seus textos Josy, você sabe disso!
Na verdade, acho que vejo a vida com olhos parecidos com os seus e isso faz com que goste tanto dos textos que escolhe.
Com o tempo, os tropeços da vida, acredito que vamos aprendendo o caminho da verdadeira felicidade.
E ela está até nesses "tropeços".
Grande beijo e abençoada semana minha amiga querida!


Cozinha de Mulher postou o comentário número:

Já disse que amo os domingos né?
Porque sempre que chego aqui me farto com bom ânimo.. carinho.. paz..
É isso que os textos que você carinhosamente escolhe nos passa..
Você é uma pessoa linda de coração sabia? E que nos faz muito bem..
Por isso mora aqui no meu coração e daqui minha linda... Ninguém te tira!
Beijokas viu?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...