O bonito que faz feio


O nome como o conhecemos é o que caiu no popular. Na verdade, isopor é a marca registrada da Knauf Isopor Ltda, empresa que fabrica o poliestireno expandido (ou EPS, na sigla em inglês), descoberto na Alemanha em 1949.
O isopor é usado em diversos setores da indústria. Os mais vistos pelos consumidores são as embalagens, caixas térmicas e proteção para aparelhos e máquinas como televisão e geladeira, e produtos frágeis como remédios. Mas também é usado na construção civil, por ser bom isolante térmico e resistente a determinadas condições. Entra, por exemplo, na preparação de concreto leve lajes, telhas, forros e câmeras frigoríficas. 
Material de mil utilidades, o isopor, chega às nossas casas sob diversas formas: desde bandejas que acompanham alimentos como carne, legumes e frios, até como componentes de embalagens de eletrodomésticos e aparelhos eletrônicos.

Quimicamente, o isopor consiste de dois elementos, o carbono e o hidrogênio. Por ser um plástico celular e rígido, ele tem as vantagens de poder apresentar-se numa grande variedade de formas e de ter aplicações bastante diversas. O isopor é reciclável. Para isso, deve estar limpo e separado de partes metálicas, de papel ou adesivos. No processo, é triturado e reduzido mecanicamente para formar pérolas (pequenas bolinhas).

 Após o aquecimento dos flocos em sistemas de extrusão, o ar é liberado e eles são fundidos. A máscara viscosa que é formada dá origem a objetos como clipes de papel, interruptores, caixas e materiais de escritório.
Isso tudo seria ótimo se ele não fosse tão danoso ao meio ambiente e difícil de reciclar. As razões são várias.
O processo de coleta e reciclagem do material não é tão simples. Como é leve, porém muito volumoso, o transporte acaba sendo caro. Sua composição: 98% de ar e 2% de plástico. Para que seja viável, as quantidades devem ser muito grandes e muitas cooperativas não estão preparadas – por isso, muitas nem se interessam pelo material. A maioria das cooperativas e empresas do setor de reciclagem sequer aceita doações, ao menos de pequenas quantidades do produto.
Isso quer dizer que, quando derretido, o volume final do isopor cai para 10% do que foi coletado. O isopor descartado de forma incorreta acarreta uma série de prejuízos à natureza: ocupa muito espaço nos aterros e lixões, que estão saturados e poderiam ser destinados a outros resíduos. Por ter a decomposição muito lenta e ser impermeável, prejudica o solo e impede a penetração de água. Quando não vai para reciclagem o isopor pode provocar diversos prejuízos. Se for destinado ao lixo, pode levar, conforme estimativas, 150 anos para se decompor, isso mesmo, deixam seu rastro no ambiente por um longo período de tempo.

Nos aterros sanitários, além de ocupar muito espaço e saturar com mais rapidez as áreas destinadas ao lixo, o que exige grandes investimentos públicos para a construção de novos aterros, a compactação causada pelos restos de isopor prejudica a decomposição de materiais biodegradáveis.
Quando cai em rios e mares, além de poluir, podem confundir os animais que pensam que é comida,  as pelotas de isopor – produto do esfacelamento desse material – são ingeridas por cetáceos e peixes ao serem confundidas com organismos marinhos, e, muitas vezes, acabam por matá-los.


Por fim, se for queimado, o isopor libera gás carbônico contribuindo, portanto, para a poluição do ar e para o aquecimento global.
O isopor é um bom aliado em muitos produtos. Hoje em dia, no entanto, é usado em muitas situações em que é possível evitá-lo. Para fazer a sua parte, prefira embalagens de supermercados para produtos como ovos e carne que não sejam de isopor. O mesmo vale para bandejas de frios e legumes. Quando comprar um produto, procure deixar a proteção de isopor na própria loja ou então faça o descarte na parte de “plástico” das lixeiras de coleta seletiva.
O consumidor consciente pode fazer a sua parte quando se dirigir ao supermercado, e mostrar que está atento às conseqüências causadas por aquilo que compra e seus efeitos posteriores.
Vamos tentar fazer nossa parte?

“Ambiente limpo não é o que mais se limpa e sim o que menos se suja.” (Chico Xavier)

 Fonte: www.abril.com.br
 Imagens: www.google.com


E para terminar, eu gostaria de ter feito algo que lembrasse o isopor, pensei logo na tapioca granulada e fazer uma sobremesa com ela, mas não encontrei assim em caráter de urgência, então fiz algo que lembrasse mais ou menos o isopor heheh
A canjica..... Fiz e meu pessoal adorou o tema de hoje...


Cozinhei um pacotinho de canjica, tomando o cuidado de deixá-la de molho ontem a noite
Depois de bem molinha, acrescentei 1 litro de leite, açúcar a gosto, cravo e canela. Adicionei pra ficar mais gostosa ainda, meia lata de leite condensado. 





37 comentários:

RECEITAS DA RENATTA postou o comentário número:

OI MINHA QUERIDA, DESCULPE POR MEU ATRAZO...ESTOU TRABALHANDO NO HOSPITAL DAQUI DA MINHA CIDADE E ESTA MUITO DIFICIL ENTRAR NA NET..MEUS HORARIOS SÃO TODOS EM ESCALA ESTE MES ESTOU SAINDO MUITO TARDE DA NOITE E FICA DIFICIL...O BOLO É OTIMO..UMA DELICIA...PODE FAZER SEM MEDO...
BJUUUU NO CORAÇÃO...OBG PELA VISITA EM MEU BLOG..ADORO ENCONTRAR MEUS AMIGOS LÁ...

Mónica postou o comentário número:

Josy gosto tanto dessas suas atitudes, sempre preocupada com o meio ambiente e não só sempre com receitas deliciosas :) :)

Beijinho grande

Andréa postou o comentário número:

MINHA AMIGA QUERIDA,
AMEI ESTE POST SOBRE O ISOPOR, MUITO BOM! REALMENTE AMBIENTE LIMPO NÃO É O QUE MAIS SE LIMPA E SIM O QUE MENOS SE SUJA, BELAS PALAVRAS DO ILUMINADO (CHICO XAVIER).
MINHA AMIGA,
EU AMO CANJICA MAIS É UMA RECEITA QUE NÃO CONSIGO FAZER, POIS TENHO PÂNICO DE PANELA DE PRESSÃO SÓ FAÇO ALGUMA COISA NA PRESSÃO QUANDO O MEU ESPOSO ESTÁ EM CASA, RSRS.
DELÍCIA DE RECEITA, POST NOTA 10!

BJS, FICA COM DEUS!

Teresa Newman postou o comentário número:

Cozinhado com a Josy trazendo sambem cultura. E isso ai. Parabéns!

luci postou o comentário número:

adorei o post,agora já sei um pouquinho sobre o isopor,eu adoro canjica e a sua deve ter ficado delíciosa beijos

Brechique da Dodoca postou o comentário número:

Ah, canjica, adoro! Tem tanto tempo que não como! Saudadeeeee!!!!
O isopor é o bicho! Ficava fula da vida quando via aluno com trabalho feito em isopor! Suei muito para expicar e para convencê-los. Por fim, proibi o uso! Não tive alternativa!
Bjsssssssssss, quérida!

arte da sadhia postou o comentário número:

oie amin ha flor ..adoroooooo canjica é tudo de bom e vou levando meu partyinho ok amiga
bjãoooo

Marly postou o comentário número:

Oi, Josyta,

A canjica deve ter ficado supimpa, aqui todos amamos este doce! rsrs.

Beijoca e boa tarde!

VOVÓ CRISTINA postou o comentário número:

Josy querida,

esses últimos dias tenho vivido esta história de isopor, acredita?
Estamos construindo uma caverna esculpida no isopor, um ambiente de mais de 70m2, assim que estiver pronta, divulgarei no Blog, algumas formas de utilizar os restos de isopor. Estou guardando este link da sua postagem, adorei!!!

Beijos.

Bombom postou o comentário número:

Muito interessante e oportuno este teu post. Aprendi muito contigo, hoje!Aqui em Portugal, costumamos pô-las no contentor de reciclagem dos Plásticos. No entanto nem todos os plásticos são reciclados nas respectivas empresas (municipais). Muitas vezes só é reciclada uma parte, por falta de estruturas adequadas e em maior quantidade. Por isso, quanto menos embalagens plásticas usarmos, melhor! Fico a imaginar o que será Canjica!!! Será sémola de trigo? Ou será mandioca?
Bjs. Bombom

Meu Canto Na Cozinha postou o comentário número:

Oi Josy
Muito legal sua preocupação com o meio ambiente, evito comprar coisas acompanha embalagem de isopor já tem um tempo.
Ahhh e a canjica hummmm é uma delicia mesmo, excelente escolha.
Beijos
Paty

Adri postou o comentário número:

Josy, muito legal seu alerta sobre o isopor. Coloco as bandejinhas no lixo reciclável, mas bem que os supermercados poderiam pensar em outra opção, né? Lembro que há algum tempo atrás li algo sobre usar pipoca no lugar de isopor para proteger encomendas, aparelhos etc, mas confesso que usar comida - quando há crises de fome em vários cantos do mundo - assim me parece um desperdício muito grande.
Minha mãe que vira e mexe faz canjica, é uma briga danada lá em casa, rs. Só gosto quente, gelada fica "eca", hehe. Gosto assim do jeitinho que você fez, sem invencionices e com leite condensado que é pra dar uma "gordice", rs. Beijinho!

Ginja postou o comentário número:

Josy, nunca comi canjica, e tenho uma enorme curiosidade. Penso que o sabor deve ser delicioso, com esse cravo e canela.
O seu post de hoje é super interessante e muito consciencioso. Ja reparei que você demonstra sempre muito cuidado com o ambiente e com os animais.
Um beijinho.

Vivendo e Aprendendo a Cozinhar postou o comentário número:

Olá Josy,
Se todos tivessem a consciência de que o nosso planeta precisa de ajuda, tudo seria melhor e mais bonito, não é mesmo? Dificilmente compro alimentos embalados no isopor e quando algum deles aparece por aqui despacho logo para a reciclagem, aqui na minha cidade tem a coleta de lixo seletiva o que ajuda muito, é um trabalho bem bacana, mas infelizmente não é todo mundo que colabora... uma pena. Gostei muito desta matéria e mais ainda da sua receita, gostamos muito de canjica aqui em casa.
Forte abraço, ah! desafiei as amigas blogueiras a pintarem as unhas de azul, participe vc também dessa brincadeira. Bjsss
Sileni

Guloso e Saudável postou o comentário número:

Olá Josy,
Mais uma vez um ótimo post sobre meio ambiente, o uso adequado do isopor, em que concordamos plenamente.
Com a canjica a conversa é outra, todos damos sempre o uso adequado, não sobra nada, é deliciosa.
Beijo,
Vânia,

Sofia.Lopez postou o comentário número:

Oi amiga, tudo bem?
Excelente post, acho louvável da sua parte relembrar e mostrar a grande realidade que encaramos nos nossos dias...a reciclagem é muito importante, a protecção do meio ambiente e da natureza. Só mostra o bom coração que existe dentro de ti :)
Gostei muito da canjica, fez lembrar o isopor sim rsrsrs, mas também o nosso tradicional arroz doce, apesar de ser branco...pelo aspecto parece ser muito bom :)
Um grande beijinho querida

RUTE postou o comentário número:

Sua cabecinha não pára! Tapioca lembra mesmo isopor. Que ideia magnifica. Em Portugal existe umas bolinhas de tapioca que na sopa ficam deliciosas. Parecem massinha bolinha.

Muito interessante a informação que compartilhou connosco. Não sabia tanto assim do isopor e agora já fiquei sabendo. Graças a Deus que estou livre do isopor, pois ele é mais usado na carne e no peixe. Mas há sempre a possibilidade de comprar ao peso.
Beijinhos querida.
Rute

Ivani postou o comentário número:

Oi amiga querida,gostei demais do post sobre o isopor e quanto é importante a gente ter a consciência de reciclar.Aqui em casa eu separo tudo.Procuro fazer a minha parte!!rs

Josy eu adoro canjica, quente...gelada...de qualquer jeito!
Uma delicia amiga!
Boa tarde querida...estou na correria pra variar!!!rsrs
Beijossss

Flora Maria postou o comentário número:

Ótima postagem Josy! :

O isopor é um problema dos grandes,mas as pessoas não se preocupam com isso...

Eu e meu marido já fomos dar palestras sobre reciclagem de lixo para os funcionários de um supermercado e conversamos com os proprietários sobre o uso das bandejas de isopor que poderiam ser substituidas por outro material. Infelizmente, o isopor continua sendo usado lá...

Quando li o que acontece com os animais que comem plástico, e em especial o isopor, fiquei muito triste. Fazemos a nossa parte, evitando seu uso.
Tomara que com sua postagem outras pessoas também despertem para o perigo do isopor e evitem comprar produtos que o usem.

Assim nossa Teia Ambiental vai ajudando o meio-ambiente.

Beijo

gina postou o comentário número:

Josy querida, parabéns pelo magnifico post.Belíssima conscientização e alerta para a reciclagem...acho que estamos com telepatia, também fiz canjica que postarei em breve, aliás ela está com um aspecto tão cremoso, deve estar deliciosa. bjinhos gina

Shapalmas postou o comentário número:

Oi Josy...adorei o post,o texto e a canjica então...amo canjica e com leite condensado,claro rsss
Desculpe por não aparecer muito,mas ainda me recuperando do vírus e colocando a vida em ordem,mas passo por aqui sempre,só falta tempo pra comentar...
Obrigada também pelo carinho...

Beijinhos

Sharon
http://viramexeefaz.blogspot.com/

Margarida postou o comentário número:

Josy amiga amei por demais seu post sobre o isopor aqui em Portugal damos o nome de esferovite, eu trabalho por demais em meu emprego com essa substancia pois fazemos muitas caixinhas e bonequinhas para os alunos, nao me encanta muito mas.... enfim faz parte da minha actividade profissional!!!

Quanto á sobremesa bom... o aspecto é delicioso, mas eu nao gosto... nao gosto arroz doce, nao gosto de tapioca nem de aletria... nossa so agora descobri olha como eu sou esquisita com os doces... só gosto de coisa chique... ja viu???

Beijocas amiga saudades

são33 postou o comentário número:

NUNCA COSTUMO COMPRAR COISAS NESSAS EMBALAGENS A CARNE COMPRO SEMPRE NO TALHO AQUI PERTO DE CASA E AGORA LENDO O SEU POST FIQUEI DETESTANDO ESSAS EMBALAGENS.
AQUI EM CASA TODO O LIXO VAI PARA RECICLAR OS RESTOS DE COMIDA PARA OS ANIMAIS VADIOS .

NUNCA COMI CANJICA MAS GOSTEI MUITO DA SUA.
BJS

Lina postou o comentário número:

Oi, Josy!Gostei das suas informações sobre o isopor, que aqui chamamos esferovite. Realmente as embalagens trazem muito mais malefícios do que benefícios, temos que mudar consciências!Adorei a tua canjica, tenho um pacotinho aqui para fazer, você está me dando ideias...
Beijinhos verdes!

Vânia Conci postou o comentário número:

Essa tapioca deve ser maravilhosa, muito legal essa sua abordagem sobre o isopor!

Maria Inês Feijó postou o comentário número:

Oi Josy! A questão do descarte incorreto de produtos como o isopor ainda não continua sendo levada a sério pelas pessoas, pois o que se vê é grande maioria não se dando ao trabalho de separar o lixo. Tomara que tudo isto mude em um futuro bem próximo! Bjs

"Manjares da Manu" postou o comentário número:

Muito bacana o seu recado!!!!
Eu amo canjica!!!
É tudo de bom!!!!
Eu tb acrescento uma garrafinha de leite de coco!!!
Ficou divina!!!

Bjs.....

Sonia postou o comentário número:

Josy, que post oportuno.
Mais uma vez demonstrando preocupação com o meio ambiente. Precisamos ficar atentos principalmente com como descartamos o nosso lixo.
Se cada um fizer a sua parte podemos esperar uma condição melhor.
Esta canjica branquinha como isopor, combinou muito bem.
Deve estar uma delícia com as especiarias.
Um grande beijo

Danni e Lype postou o comentário número:

Querida Josy,
Cada dia que passa te admiro ++++!!!
Parabéns pelo seu post de conscientização dos consumidores (nós)!!! Além de nos presentear sempre com deliciosas receitas você nos educa também...
Muito obrigada por tudo isso...
Adoro CANJICA!!! Nossa!!! É uma das sobremesas que mais gosto...
Grande beijo e boa noite, Irene

Pri postou o comentário número:

Oi Jô,boa noite!
Blogger também é cultura,nota 10 pro seu post.Aprendi muito sobre o danado do isopor.
Quanto a canjica é perfeita,branquinha,quentinha.
Beijos saudades de ti.

Evanir postou o comentário número:

A mulher foi feita da costela do homem,
não dos pés para ser pisada, nem da cabeça para ser superior,
mas sim do lado para ser igual,
debaixo do braço para ser protegida e do lado do coração para ser amada." (Maomé)
E realmente isso que Deus fez e graças ao primeiro casal hoje todo ser
humano da face da terra são descendentes de Adão e Eva .
Um Feliz Dia Internacional Das Mulheres.
Beijos no coração.
Evanir.

patiabeija-flor postou o comentário número:

Minha amiga Josy,
Gostei demais da mensagem de hoje.

Josy, obrigada pelas palavras carinhosas pelos momentos finais da gravides de minha irmã.
Então, o meu sobrinho Gabriel nasce a qualquer momento, mas acho que vai ser tão de repente que até minha irmã vai levar um susto... rs O Gabriel está gostando tanto do quentinho da barriga de minha irmã que nem está muito afim de sair... mas uma hora vai ter que sair, né!! rs
A minha irmã foi consultada hoje pela médica dela e está tudo bem. Gabriel já é um meninão muito esperto.
Só aguardamos a chegada dele e você será avisada imediatamente assim que eu souber.
Beijos carinhosos e fique com Deus.

As Receitas da Selene postou o comentário número:

Olá Josy,
Nunca são demais as mensagens para sensibilizar o povo.
A receita não conhecia, mas ficou branquinha, deve ser delicioso.

Beijinho

Adelaide Araçai postou o comentário número:

Não gosto de comprar coisas com isopor, prefiro quando vem sem só na embalagem simples, mas existem vezes em que isso é quase impossivel, então na maioria das vezes tento reaproveita-las em casa.

Muita Luz e Paz
Abraços

Orvalho do céu postou o comentário número:

Olá, querida
Estive viajando e só hoje passo e vi, ao vivo e a cores, muito lixo por aí... pelas estradas... muito desperdício, nos lugares públicos, de comida... uma barbaridade ao nosso redor indiscutível...
A canjica é uma delícia feita assim!!!
Bjm de paz e ecológico

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...