Alimentos: O Desperdício que mata

Hoje para dar inicio a minha participação na Coletiva Teia Ambiental promovida por Flora e Gilberto que acontece todo dia 07 de cada mês, escolhi esse tema para refletirmos  o quanto é importante o Não ao Desperdício. Leiam até o final, o texto é um pouco longo, mas são  pequenas dicas necessárias que podem ser adotadas em nossa relação com os alimentos, nos fazendo mostrar a realidade em que vivemos e como podemos mudar isso. Venha você também participar dessa Teia.


Como o que você come pode influenciar na sustentabilidade do planeta?
Aquecimento global, planeta sustentável, preservação dos recursos naturais, responsabilidade sócio-ambiental e comportamento consciente são assuntos em alta. Mas, você consegue imaginar como o que você come pode influenciar na sustentabilidade do planeta?
Segundo dados oficiais, atualmente o Brasil desperdiça cerca de 19 mil toneladas de alimentos diariamente, desperdiçando aproximadamente 20% dos alimentos comprados. Uma família de quatro pessoas que desperdice cerca de 100 gramas de alimentos por refeição poderia alimentar com essa quantidade desperdiçada 17 crianças por um período de 10 anos.
Enquanto nos deparamos com um dos índices mais altos de desperdício de alimentos do mundo, a cada 30 minutos cerca de 360 crianças em idade pré escolar morrem de fome, especialmente em áreas rurais.


A mudança deste quadro está diretamente ligada à educação e conscientização da população e também à modificação dos hábitos de vida.
Perdemos até 30% dos alimentos que compramos. Além de ser um grande desperdício de dinheiro,  gera um impacto negativo sobre o meio ambiente. Toda vez que jogamos comida no lixo,  estamos descartando as já escassas quantidades de recursos naturais, energia e água utilizadas para produzir, processar, armazenar, guardar, transportar e cozinhar os alimentos.
Grande parte do desperdício de alimentos em nossas cozinhas são consequência de compras sem um planejamento eficiente, de armazenamento inadequado, de preparo desorganizado e em excesso e de descarte irresponsável dos resíduos. Precisamos ser mais conscientes em relação ao que fazer com os resíduos na cozinha e repensar a nossa forma de fazer compras.
Antes de sair para o supermercado, planeje o cardápio da semana.


Desse modo, você compra apenas o suficiente, sem deixar que nada se estrague desnecessariamente. Essa rotina faz com que o consumidor opte por coisas realmente necessárias. O cuidado com a quantidade deve ser ainda maior quando se trata de alimentos frescos, que estragam mais rapidamente. Verifique o que há na geladeira e planeje as compras apenas dos itens que precisam ser repostos.Pense no que quer comer nos próximos dias e faça uma lista do que precisa, com a quantidade que você irá utilizar.
Escolher os itens em um supermercado pode ser uma aventura, e como em todas as atividades que apresentam um pouco de risco, as compras também exigem atenção redobrada. É preciso sempre estar atento aos rótulos, para saber a procedência, composição e mais importante, a data de validade. Assim é possível evitar a compra de produtos que certamente não serão consumidos antes do vencimento e terão como destino o lixo.
Procure incluir alimentos locais e orgânicos  a fim de evitar o uso de pesticidas e reduzir as emissões provenientes dos transportes. Além de conter mais nutrientes, são cultivados de forma ecológica, sem o uso de agrotóxicos e contribuem para a manutenção do equilíbrio da flora e fauna local.


Colocar no prato somente aquilo que vai comer é outro passo importante. Os pais costumam dar esse recado aos filhos, mas o cuidado deve existir em todas as faixas etárias. Em alguns restaurantes os clientes que desperdiçam comida são obrigados a pagar multas, portanto é melhor repetir, do que jogar fora.  O desperdício de alimentos também gera desperdício de água (cerca de 70% da água disponível é gasta nas lavouras) e poluição da atmosfera (devido ao combustível gasto com transporte e ao CO2 liberado em sua decomposição sem o aproveitamento).
Ao comprar peixe, escolha espécies que não são objeto de sobrepesca ou ameaçados.
A carne crua deve ir, em um recipiente fechado, imediatamente após a compra, ao freezer, ou acondicionada na parte mais fria da sua geladeira, se for cozinhá-la logo.



Prefira alimentos com um mínimo de embalagem para reduzir os resíduos que irão para aterro. Lembre-se de levar suas sacolas de compras reutilizáveis e seus potes vazios para comprar perecíveis a quilo (azeitonas, queijos, etc.)


Dê preferência ao consumo de frutas e legumes da estação. Além de serem mais baratos, indiretamente você também economiza em combustível, diminuindo a emissão de poluentes na atmosfera por conta das distâncias mais longas que produtos fora de época usualmente requerem em seu transporte.
O mesmo ocorre ao consumir produtos feitos em sua região, pois os gastos com transporte e manipulação de alimentos também são reduzidos. E se esse alimento for um legume e tiver sido comprado a granel, não se preocupe com sua limpeza. Uma batata com um pouco de terra, por exemplo, dura bem mais e pode ser facilmente lavada na hora de seu preparo. Armazene batatas, cebolas e outros vegetais de raiz em um lugar fresco e seco.
Após abertas as embalagens, mantenha os cereais e alimentos secos (arroz, feijões, massas, etc) em recipientes herméticos de plástico ou vidro.


No entanto, ao fazer compras, não toque nos alimentos que não for levar. A manipulação de frutas e legumes diminui sua vida útil.
Se algumas partes de legumes estragarem, não desperdice. Corte o que não serve e utilize os restos para fazer uma seleta de legumes um ótimo acompanhamento para pratos assados. O mesmo acontece com o feijão, que pode se transformar em uma deliciosa sopa. 



Arroz, cenouras e carne podem virar bolinhos e as frutas se tornam compotas, geleias e recheios de tortas e bolos.  A técnica do reaproveitamento de alimentos é essencial para ter uma alimentação consciente. Utilizar o alimento em sua totalidade evita que partes cheias de nutrientes sejam desperdiçadas. Isso pode ser aplicado a cascas de frutas e legumes, talos de vegetais, entre outras coisas que podem ser usadas em novas receitas. Uma boa opção são as cascas e talos dos alimentos

casca da abóbora: pode ser usada em quiches, saladas, farofas e doces
casca da melancia: usada principalmente para doces e saladas


casca da laranja/tangerina: com elas você pode fazer um doce delicioso
casca do abacaxi: velha conhecida da dona de casa, pode ser usada para fazer suco e doces.

Os talos de couve, agrião, beterraba, brócolis e salsa, entre outros, contém fibras e devem ser aproveitados em refogados, no feijão e na sopa.
Não jogue fora os talos do agrião, pois eles contém muitas vitaminas. Limpe, pique e refogue com tempero e ovos batidos



As folhas da cenoura são ricas em vitamina A e devem ser aproveitadas para fazer bolinhos, sopas ou picadinhos em saladas. O mesmo pode se dizer das folhas duras da salsa.
A água do cozimento das batatas acaba concentrando todas as vitaminas. Aproveite-a, juntando leite em pó e manteiga para fazer purê.
As cascas da batata, depois de bem lavadas, podem ser fritas em óleo quente e servidas como aperitivo.





Prepare a quantidade exata de comida para você e sua família, de acordo com o número de refeições. Se você tem extras a cada noite, ajuste a quantidade que você cozinhará da próxima vez. Procure aproveitar o máximo do alimento, diminuindo a quantidade de resíduos que irão para o lixo. Mantenha pequenas sobras na geladeira ou no congelador para o preparo de refeições rápidas. Caso haja muita sobra, coloque os alimentos cozidos no freezer, se não for comê-los imediatamente, evitando sua deterioração. Ao consumi-los, não reaquecer mais de uma vez. Se você cozinhar alimentos a mais e armazenar uma parte no congelador para uma refeição mais tarde, lembre-se de descongelar os itens durante a noite e não no microondas.
Para evitar o desperdício de gás, retire os congelados do freezer com antecedência. Eles descongelarão naturalmente facilitando na hora de cozinhar. O óleo utilizado para frituras pode causar entupimentos e dificultar o tratamento do esgoto se jogado em ralos ou pias. Para descartá-lo, guarde em um pote fechado e descarte em postos especializados  no recolhimento deste tipo de material. 


Antes de ir viajar, esvazie o freezer e a geladeira e desplugue-os da tomada. Não é necessário resfriar alimentos se ninguém vai consumir.
Em estações mais frias do ano, ajuste o termostato de sua geladeira para não resfriar demais os alimentos e economizar energia. Gás de cozinha também pode ser poupado com atitudes como abaixar a chama do fogão quando a água ferver, usar apenas a quantidade de água necessária e colocar alimentos duros de molho antes de cozinhar.
Se não for consumir um pedaço inteiro de pão, é bom dividi-lo em porções e guardá-las no freezer. O pão dura até 3 meses no freezer, se bem fechado, sem ar no saco ou pote.Os bolos também podem ser congelados, enrolados em película aderente ou papel de alumínio, removendo-se o ar antes do congelamento. Bolos congelados duram cerca de 3 meses


Se você tem espaço, recicle os resíduos alimentares, excelentes fertilizantes orgânicos para o seu jardim ou horta, fazendo uma composteira. Se mora em apartamento enterre-os nos vasos e canteiros  de suas plantas, ou faça uma composteira doméstica
Manter algumas galinhas em seu quintal é uma ótima maneira de reduzir o desperdício, livrando-se de restos de comida, e, em troca, você pode manter um fornecimento regular de baixo custo, de ovos frescos e orgânicos.


Use água e energia elétrica com moderação. Ligue a torneira elétrica somente quando necessário e não deixe a torneira aberta enquanto não estiver utilizando-a.
Planejamento de cardápio significa menos viagens ao supermercado, menos gastos por impulso, uso das sobras de forma mais eficiente e mais facilidade para estocar o freezer.
Precisamos urgentemente ser mais conscientes sobre o que fazemos com os resíduos na cozinha e repensar a nossa forma de fazer compras, preparar e descartar os alimentos.

Fonte: www.morumbi.net / www.ecoblogs.com.br
Imagens: Google  


DESEJO UMA ÓTIMA SEMANA À TODOS

39 comentários:

Flávia Mergulhão postou o comentário número:

Adorei Josy!
Vou compartilhar o link no facebook!
Bjos

Felismina postou o comentário número:

Um texto muito importante, infelizmente ainda há muito despredício!

Bjs.

Daiane postou o comentário número:

Bom dia Josy !Aqui em casa é uma luta diária contra o desperdício de água e alimentos , faço o que posso mas se a gente for olhar de verdade ainda é pouco . Parabéns pela iniciativa!

Guloso e Saudável postou o comentário número:

Olá Josy,
Brinda-nos novamente com um texto de conteúdo importantíssimo para a nossa sobrevivência, se eliminássemos o desperdício a fome no mundo veria para valores insignificantes, muitas vezes esse desperdício é provocado por ignorância, praticidade e hábitos enraizados. Parabéns e obrigada.
Beijo, boa semana,
Vânia

luci postou o comentário número:

Bom dia Josy,gostei muito do seu post beijos

Kinha postou o comentário número:

Oi josy. Adorei o post e o blog como umtodo. Já estou te seguindo.
Muito importante termos essa consciência quanto ao modo como utilizamos ou deixamos de utilizar os alimentos e demais recursos que temos à mão.

Érica postou o comentário número:

Josy, um ótimo texto. Fico tão triste quando tenho que jogar alimentos fora, me corta o coração saber que estou jogando e muitos não têm.
bjs

são33 postou o comentário número:

ADOREI O SEU POST ,MUITO INTERESSANTE
AGORA MAIS QUE NUNCA NÃO PODEMOS DESPERDIÇAR.
BOA SEMANA
BJS

Andréa postou o comentário número:

AMIGA,
É MUITO BOM COMEÇAR A SEMANA COM ESTE POST IMPORTANTE.
INFELIZMENTE O DESPERDÍCIO NO MUNDO É MUITO GRANDE, É MUITO TRISTE VER OS NOSSOS IRMÃOS PROCURANDO COMIDAS NO LIXO, TEM MUITA FAMÍLIA QUE SOBREVIVE DO LIXÃO, UMA REALIDADE QUE DÓI.

TENHA UMA SEMANA ABENÇOADA!
BJS ♥

Akemi postou o comentário número:

Bom dia, Josy! Por coincidência fiz uns muffins com talos e folhas de beterraba dias desses e descobri que tem poucas opções na internet com receitas para usar estas partes dos vegetais que geralmente são tão desprezadas pela maioria. Acho sua iniciativa ótima e se cada um souber fazer sua parte de maneira consciente quem sabe daqui a alguns anos não estaremos mais destinando comida boa para os aterros! Quando postar estes muffins vou direcionar um link para este excelente texto, se me permite!
Bjss e uma ótima semana!

RUTE postou o comentário número:

Amiga Josy,
que participação tão completa!
Belas dicas, sem dúvida.

Evitar o desperdicio cá em casa é uma constante preocupação. Reaproveitamos todos os restinhos e agora tenho um ajudante, o coelhinho TAO.

Ainda recentemente, na época da ervilha fresca, o TAO comeu todas as vagens e nós comemos as bolinhas-verdes :) Bela parceria, você não acha?
Beijinhos bio-éticos.
Rute

paty postou o comentário número:

Muito boas dicas querida Josy. È pena que muitas pessoas infelizmente se estejam a borrifar e não queiram saber de conselhos tão úteis como tu aqui mesmo explicas!! Infelizmente ainda há muito desperdício :((

Beijinhos amiga e boa semana!!

Elaine Figueira postou o comentário número:

Que benção que alguém falou isso, ó meus Deuses! Por que será que sempre pensamos que prato cheio com desperdício é sinonimo de fartura, quando na realidade, energéticamente e à titulo de "carma coletivo" não é.

Mas com o tempo e pessoas falando e pesquisando tão bem como você fez, vislumbro dias melhores, maior distribuição de comida e água potável no planeta.

Adorei.

CamomilaRosaeAlecrim postou o comentário número:

Olá Bom dia!!! Adorei tudo que vc colocou...sobre o desperdício ensino aos meus filhos...e não gosto de ver comida sobrando nos pratos, não!
Gostei das dicas! Parabéns pelo Post!!!
Obrigada pelo comentário carinhoso sobre meu filhote "lem casa"...valeu!
Bjs e que seu começo de semana seja produtivo e em paz!
CamomilaRosa

Adri postou o comentário número:

Josy, que post maravilhoso, parabéns amiga! Em apenas um texto você conseguiu abordar assuntos extremamente importantes em relação ao desperdício: compras, armazenamento, congelamento, reaproveitamento e consciência, pois usar apenas o necessário - em tudo nessa vida - é não desperdiçar! Amei a postagem, também tenho horror a desperdício. Devemos ser gratos à bênção de ter comida na mesa, coisa que muitos não têm. Beijoca!

"Manjares da Manu" postou o comentário número:

Adorei!!!!
temos mesmo que repensar nos nossos desperdícios!!!!

Bjs..Uma linda semana!!!

Léia Silva postou o comentário número:

Amiga querida
Teu post ficou perfeito. Excelentes dicas!
Não é fácil fazer um planejamento, mas vale muito a pena, pois o planeta agradece e nosso bolso também!
Pequenas coisas fazem a diferença. Quando faço compras também levo sacolas reutilizáveis.
Aqui, nos supermercados e feiras, deve-se usar luvas descartáveis quando tocamos frutas e verduras para evitar contaminações.
Um grande abraço
Léia

D Augusto postou o comentário número:

Se cada um fizer um pouquinho pelo planeta não é Josy? Não teríamos tanto lixo. Confesso que nem sempre penso nessas coisas, então é bom um choque de realidade pra trazer a tona essa consciência de Não desperdício. Adorei as dicas sobre os alimentos. Algumas eu já tinha visto e muitas delas ainda não e achei muito interessantes.
Um beijo Josy

Mimos da Claralú! postou o comentário número:

Oi Josy!!
Olha, sempre soube dos desperdícios...eu também cometo alguns, não vou mentir e me sinto muito mal com isso.
A nossa cultura deveria mudar, né?!
Quero agradecer as visitinhas lá no meu cantinho, adooorooo!! Não some não, viu??
Josy, eu acabei de ver em um blog australiano a receita de uns "rolos"de canela, parece um rocambole, mas pelo que entendi é uma massa de rosca, não sei te dizer, pois não entendi muito.
Você tem alguma receitinha parecida??? Adoro canela.
Beijinhos e fique com Deus.

" ESSÊNCIA ESTELAR MAYA " postou o comentário número:

Josy minha irmã,

FANTÁSTICAS DICAS!!!
Que postagem IMPORTANTÍSSIMA!!!!

Eu te confesso que não faz muito tempo que comecei a planejar meu cardápio.
Pois quando ia á feira, chegava carregada de coisas, e o resultado....infelizmente perdia algumas.
Hoje Graças a Deus, já mais consciente....rsrsrss.....vou duas vezes na feira e compro a quantidade certa que conseguiremos comer.
Planejo meu cardápio e também já conheço "as boquinhas" que comem aqui, portanto, já faço na quantidade certa.
As dicas das sobras e das cascas foram Maravilhosas, gostei muito.

Parabéns querida, uma postagem digna de nossa Teia Ambiental....como sempre!

Um grande beijo em seu coração!!!

Riosul postou o comentário número:

Olá Josy, excelente abordagem muito esclarecedora, com certeza precisamos ter uma educação melhor em todas as áreas ...
Obrigado por compartilhar conosco esse belo post.

Tenha uma semana Iluminada!

RioSul

Marly postou o comentário número:

Olá, Josyta,

Eu acho o desperdício um crime e tento não deixar que isto aconteça aqui em casa. Esta blogagem é importante para relembrar a todos que o alimento é sagrado e há muitos necessitados dele no mundo.

Beijo e boa semana.

arte da sadhia postou o comentário número:

amiga parabens pelo post divino mesmo se todos pensasem assim não teriamos tantas pessoas passando fome não é mesmo e nem tanto lixo no nosso meio ambiente
amiga tem sorteio novo querida .bjãooooodois novos ok plasvale e vitao

A Paixão da Isa postou o comentário número:

mt bonito este post eu tb nao ponho nada fora pois tenho sempre uma receita para fazer com os restos invento sempre algo um dia destes acho que vou comecar a postar comida pois aqui nao ha so bolo rsrs adorei parabens bjs

Margarida postou o comentário número:

Josy minha querida, estou convencida que pequenas gotas vao formar um oceano, e isso parte de nós principais educadores das geraçoes vindouras, aqui em casa eu ensino meus filhos a reciclar e os eco pontos correctos para que o ambiente se torne mais limpo e mais puro.... estou ajudando varias instituiçoes de ajuda ao animal abandonado reciclandopacotes tetrapack fazendo carteirinhas e malas, reciclo a roupa que meus filhos ja nao vestem transformando ela em pequenos cestos para que os amigvuinhos patudos estejam confortaveis, e assim as associaçoes vendem e tem dinheiro para ajudar em curativos, cirurgias etc... é contributo ainda que pequeno, é uma gota nesse oceano que queremos formar!!!

Beijocas

Lu postou o comentário número:

Josy, gostei muito do seu post.
Eu faço o maxim para nao desperdicar nada de comida. Tenho horror a jogar alguma coisa fora.
Parabens pelo post.
Acabei de postar no blog o pão aromatizado que peguei aqui no seu blog. ficou uma delicia!
Beijos
boracozinhar-lu.blogspot.com

Brechique da Dodoca postou o comentário número:

Parabéns pela postagem, Josy, querida! Excelente!
Que texto importante e esclarecedor!
Vou espalhar para quem puder!
Bjsssssssssss, quérida!

♥♥ belinhagulosa ♥♥ postou o comentário número:

Amiga és uma fonte de sabedoria, adoro você, tenho um grande sonho, era conhecer-te...bjokitas amiga

Danni e Lype postou o comentário número:

Querida Josy,
Começar a semana com uma mensagem tão PRECIOSA assim somente poderia partir de uma pessoa MARAVILHOSA como você... Eu te admiro MUITO...
Grande beijo, Irene

gina postou o comentário número:

Josy, Lindissímo post. PARABÉNS MIL PARABÉNS!!!! Se todos prestassem atenção no desperdicio, não teriamos tanta fome no mundo nem tantos problemas no meio ambiente.Obrigada por nos esclarecer tanto e nos obrigar a refletir sobre o assunto.....Beijos da Gina

Sonia postou o comentário número:

Josy, este post é muito oportuno, pois se cada um fizer um pouco o resultado beneficiará a todos.
Recebi por e-mail uma cartilha do Sesi, que ensina várias receitas de aproveitamento de cascas e talos de frutas e legumes.
Vou procurar postar pelo menos uma receita por semana.
Um beijo e uma ótima semana.

Mimos da Claralú! postou o comentário número:

Josynha, booooom diaaaa!!
Amadinha, obrigada pelo retorno e é isso mesmo, cinnamom rolls.
Josy, faz pra gente essa receitinha, vai?? Depois cê diz se foi fácil, difícil...hehehe! Folgada, né??
Mas lindona, muito obrigada pelo carinho e pela atenção, já percebi que posso contar com vc.
Beijinho e Deus te abençoe!

Daniel Deywes de Moura postou o comentário número:

ótimo post, ótimas informações


abraço
Daniel Deywes
http://feitonahora.blogspot.com.br

Sara A. postou o comentário número:

oi Josy, mto interessante mesmo o texto..acho q o mais basico eh aprender desde cedo a colocar no prato apenas akilo q vai comer, e o mais dificil eh soh comprar produtos com o minimo de embalagem...bjinhos...visite meu cantinho tb...bomdemesagarfoeboca.blogspot.com

Lina postou o comentário número:

Olá, Josy! Acho que os nossos textos se complementam! Eu falo do lado negativo do consumo desenfreado e você dá as dicas de como se comportar direitinho! Adorei o seu texto! A moderação e a calma é tudo o que precisamos para vivermos felizes!
Beijinhos ecológicos

Flora Maria postou o comentário número:

Uma verdadeira aula de economia doméstica, Josy !
Ótimas dicas.

Impressionante o desperdício de alimento no Brasil, e tem tanta gente passando fome...

Procuro comprar só o que vou usar, e em pequena quantidade. Fico nervosa quando a geladeira fica muito cheia!

Muito boa sua participação na nossa Teia Ambiental.
Beijo

Vivendo e Aprendendo postou o comentário número:

Olá Josy,
Muito oportuno este texto! São dicas simples mas que fazem toda a diferença! E quando li o título já fiquei logo triste porque pensei no meu bolo de pinhão que estragou, até vc me perguntou se eu não tinha me enganado, mas infelizmente não! Ele azedou mesmo, nunca tinha acontecido isso comigo, o cheiro estava forte e o gosto de coisa rançosa, sabe? Por isso acho que foi a margarina, não sei, estou com isso na cabeça até agora.
Aqui em casa sempre faço a comida na quantidade que vamos comer e evito estocar alimento para que não fique muito tempo parado no armário, casa onde moram somente duas pessoas tem que ficar atento para que não haja o desperdício, por isso que aprendi a reduzir receitas, se faço uma receita inteira depois tenho que sair distribuindo entre os familiares, rs.
Beijos
Sileni
www.viveraprendendo.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...